quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

- Feliz Natal e um ótimo 2010 -

Pois é, pessoal... o ano vai encerrando, a correria com as festas, confraternizações e afins vão surgindo, as férias batendo na porta, enfim, por estas e por outras, o Arte por Parte vai ficar este mês de janeiro com menos posts do que o habitual (e talvez, até mesmo sem publicações), mas em fevereiro tudo volta ao normal com novidades, se Deus quiser!


terça-feira, 15 de dezembro de 2009

- Sombra da Natureza Morta -

Grafite e Lápis de Cor preto - Tamanho A4 - 2006
Para ampliar, clique na imagem
Tem certos períodos (pelo menos comigo acontece assim), em que bate um desânimo para trabalhar com determinados tipos de materiais, que eu ainda não sei explicar direito o porquê. Talvez por enjôo, preguiça, tédio, vontade de explorar outros materiais... quem sabe? Nestas fases parece que usar tinta a óleo, tinta acrílica ou giz pastel, entre outros, não tem o mesmo gosto que tinha sempre e portanto, a melhor forma que encontrei para driblar estas fases passageiras é alternar o uso dos materiais e desde então tem funcionado bem. Este desenho de hoje é um caso.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

- Flora Macaubense II -

Óleo sobre tela - 90 x 90cm - 2006
Para ampliar, clique na imagem
Este é o útimo trabalho da série feita em 2006 que venho postando aqui desde Rosa Amarela. Na verdade, algumas das pinturas de flores que fiz nesta época infelizmente acabaram ficando sem nenhum registro fotográfico, que eu acredito agora que foi em torno de mais 5 além das que eu postei aqui, sem contar as de outros temas.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

- Flora Macaubense -

Óleo sobre tela – 40 x 90 cm - 2006
Para ampliar, clique na imagem
Antes de começar, os assíduos frequentadores talvez perceberam que eu mudei um pouco a cara do Arte por Parte, afim de dar um ar um pouco mais profissional ao blog, já que ele é a minha galeria pessoal na internet. O resto, continua o mesmo de sempre... cada post é um trabalho, detalhando a história de sua produção, referências, influências, curiosidades, etc.

Dando sequência à série de flores que fiz em 2006, como eu havia começado no post anterior, a breve parceria feita entre eu e o comércio local exigia de mim pinturas de motivos mais populares, como flores, paisagens bucólicas, natureza-morta, abstratos coloridos e etc, coisas que pouco fizeram parte dos meus planos artísticos. A saída que encontrei foi atender a demanda local mudando a forma de fazê-lo. Enquanto o mais comum era fazer rosas, copos-de-leite, violetas e afins (que nesta fase, eu cheguei a pintar também estas flores), eu partia para a abstração de caracteres, ou seja, pintar as flores em closes bem fechados, a ponto de dificultar o reconhecimento, como aconteceu em "flora" e em "rosa amarela".

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

- Rosa Amarela -

Óleo sobre tela - 50 x 70 cm - 2006
Para ampliar, clique na imagem
Eu tenho uma teoria (aqui com os meus botões) que diz que, quanto menor for o lugar e menos acesso à arte este lugar tiver, o gosto popular pela pintura moderna, abstrata e expressiva também será sensivelmente menor em relação a arte representativa, o que é muito curioso. Curioso porque o gosto destas pessoas é moldado pelo bombardeio de influências da mídia, onde sempre aparece algum quadro abstrato numa sala ampla nas novelas brasileiras, principal fonte de apelo popular, e não acontecer isto no mercado de arte destes lugares me parece um paradoxo. Tratar disto é sempre comprar uma briga, ingresso vip pra uma discussão ferrenha entre artistas, críticos e admiradores de arte.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

- Velocidade -

Óleo sobre tela – 30x60 cm - 2005
Clique na imagem para ampliá-la
A idéia desta pintura surgiu em 2005 através de uma conversa com uma amiga virtual de Campina Grande / PB, que no seu blog colocou uma foto de uma estrada que pareceu ter sido tirada de um carro em alta velocidade. Ao ver a foto, quase instantaneamente me lembrei de um trecho da estrada que passa pela Serra da Cantareira em São Paulo e não demorou muito para que eu pensasse o quanto ficaria legal uma cena do tipo pintada numa tela, por causa do apelo visual que é bem interessante. Depois de analisar muito a fotografia, pedi permissão a ela para pintar algo baseado naquela foto.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

- Criança no parque com o pai -

Giz de cera - tamanho A4 - 2006 (?)
Uma relação saudável entre pai e filho é algo muito bonito e infelizmente, menos corriqueira do que deveria ser. É curioso ver o filho que enxerga no pai um super herói que é capaz das coisas mais incríveis, que nem sempre são lá muito anormais, como também é curioso o comportamento do pai que se transforma por uns instantes numa criança mais velha, tudo para acompanhar a energia ilimitada daquele pequeno rebento. O desenho deste post é uma espécie de ode a este tipo de relação.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

- Nirvana -

Óleo sobre tela – 30 x 50 cm - 2003
Para encerrar esta "série" acidental de pinturas que surgiram a partir de sonhos e afins, hoje publico esta pintura que veio a partir de uma situação curiosíssima e para mim, uma das mais impressionantes. Cada artista tem a sua própria forma de compor a pintura, algumas vezes bem excêntricas. Tem artista que tira sua inspiração de poesias, de livros, filmes, músicas, situações corriqueiras, características da atualidade, enfim, se existe uma regra pra isso é a de que não há regra nenhuma. No meu caso, não existe um padrão... a inspiração pode vir das fontes mais inesperadas possíveis, como quem acompanha meu trabalho por aqui já deve ter notado.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

- Visão -

Óleo sobre tela – 70 x 70 cm – 2003
Clique na imagem para ampliá-la
Seguindo a “série” de pinturas que foram feitas tomando como inspiração as situações inusitadas malucas do dia a dia, hoje vamos tratar de mais uma das que aconteceram comigo: visão. Observando por este ponto, realmente o nosso inconsciente é o paraíso para as mais loucas aventuras se realizarem e geralmente é nos sonhos onde tudo isso aflora... e em algumas vezes, nem precisarmos estar dormindo pra isso. Na história da pintura, muitos pintores famosos se valeram desse terreno fértil para produzir seus trabalhos, como foi o caso dos surrealistas.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

- O Homem Invisível -

Óleo sobre tela – 70x50 cm - 2003

Algumas vezes, a idéia de uma pintura vem das formas mais inusitadas possíveis, de fontes nem sempre corriqueiras. Tem momentos em que a idéia de uma pintura vem de um "insight" numa tarde qualquer em que vêmos uma cena promissora, de um momento em que nos sentimos excluídos em um ambiente, na tranquilidade de uma paisagem, enfim, de diversas fontes. A pintura de hoje tem uma história muito curiosa e surgiu de uma inspiração inusitada!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

- No Quarto -

Giz Pastel Oleoso - tamanho A4 - 2007

Como já havia comentado aqui diversas vezes, o ano de 2007 foi muito ruim pra mim artísticamente... não pintei uma tela sequer, o que foi terrível considerando que em anos anteriores eu vinha de uma média de 30 por ano. Não sei até hoje o que aconteceu para que eu ficasse tão relapso assim, mas creio que foi pela necessidade de buscar outras maneiras de fazer minha arte, entre outras coisas como o envolvimento com outras atividades. A saída que encontrei para que, pelo menos, eu produzisse alguma coisa foi partir para trabalhos em giz pastel oleoso, que são muito mais rápidos e que foi muito bom.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

- Gralha Azul -

Óleo sobre tela - 40 x 40cm - 2005
Clique na imagem para ampliá-la
Esta é mais uma pintura da série sobre aves da fauna brasileira. O personagem principal desta vez é a "gralha azul". Ao contrário do "sofrê" (pássaro da última postagem), esta ave não é encontrada aqui na região. Ela é mais encontrada nas regiões do Paraná, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul (também no Paraguai). Quanto a pintura, a sua plumagem azul e preta não se destacou tanto na composição como aconteceu com o sofrê, mas a pintura ficou muito boa também. Repeti o mesmo artifício de usar o fundo verde do seu habitat, como fiz no primeiro trabalho da série.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

- Sofrê -

Óleo sobre tela – 40x40 - 2005
Clique na imagem para ampliá-la
Quando montei o blog "Arte por Parte" com os meus trabalhos em pintura e desenho, no fundo eu sabia que em determinado momento eu teria alguma dificuldade na publicação de alguns trabalhos, não pelo fator "quantidade", mas pelo fato de que eu não tenho as imagens de todas as minhas obras. Muitas delas foram vendidas ou presenteadas sem que eu fizesse um registro fotográfico delas e de uns dias pra cá resolvi fotografar pouco a pouco aquelas que eu ainda não tinha no meu arquivo... infelizmente, alguns destes trabalhos (e alguns deles, muito bons) vai ficar muito difícil para fotografar por estarem em outras cidades ou estados. Não sei dizer agora quantos são estes trabalhos que ainda não tenho fotografado, mas é bastante. Mas vamos nos virando com o que temos na mão. O trabalho de hoje foi um dos quais eu ainda não tinha registrado.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

- Penumbra -

Acrílico sobre tela - 30 x 40 cm - 2009
Clique na imagem para ampliá-la
Finalmente, depois de um longo período resolvendo um monte de coisas que esta nossa vida moderna insiste em colocar na agenda, estou de volta para falar de mais um trabalho. Este, feito no início do ano, retrata um rosto em meio a penumbra, com um ar introspectivo e misterioso. No começo deste ano, resolvi pintar algumas coisas utilizando a tinta acrílica como forma de praticar mais com este tipo de material e assim, me exercitar também.

terça-feira, 30 de junho de 2009

- Paz do Campo -

Mural da Praça Cândida Defensor Pereira
Tinta acrílica - 3 x 30 mts - 2009

Como é do conhecimento de todos, em grande parte das cidades do interior do nordeste o mês de junho é a principal data do calendário, embalados pelas festas juninas. Em Macaúbas, as pessoas foram acostumadas desde pequenas a esperar com ansiedade pelo São João e então curtir os vários dias de festa... e dá-lhe festa! De uns anos pra cá, a prefeitura de Macaúbas tem se empenhado em fazer da data uma atração maior na região.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

- Observação -

Giz de Cera - Tamanho A4 - 2006

Este é mais um desenho da época em que eu desandei a fazer desenhos em giz de cera e, assim como o "Jovem Posando" do último post, este também exigiu bastante da minha imaginação na criação do personagem. Ao meu ver, o grande destaque deste desenho são os olhos marcantes, novamente. Sempre achei que num desenho, se os olhos do personagem não tivessem uma expressão boa o suficiente (algo que quase "fala"), o trabalho ficaria pelo meio do caminho... é preciso um olhar que nos chame a atenção, mesmo que aconteça do desenho não ter os olhos totalmente visíveis. A ideia deste desenho surgiu numa oportunidade que apareceu na época de fazer um mural, então fiz alguns esboços para ver o que ficava mais de acordo. Acabei deixando este pra uma outra oportunidade que até agora não apareceu.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

- Jovem posando -

Giz de Cera - Tamanho A4 - 2006

Este é mais um dos vários trabalhos em giz de cera que fiz nesse período. Apesar de parecer um material simples, o resultado que podemos obter é muito interessante porque nos ajuda muito a entender melhor a composição das cores numa cena. Para esboços de pinturas é uma opção e tanta, principalmente considerando o seu custo, que é muito baixo.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

- Outro Futuro -

Óleo sobre tela - 30 x 40 cm - 2005
Clique na imagem para ampliá-la
A pintura de hoje tem uma história bem incomum. Um certo dia em 2005, enquanto navagava pelo orkut, na época que o site não tinha tanta besteira como tem hoje, eu tive a idéia (talvez um pouco idiota, confesso) de procurar os músicos que eu admirava. Encontrei poucos e entre eles estava o Leoni (ex-integrante das bandas Kid Abelha e Heróis da Resistência e autor de vários sucessos dos anos 80). Adicionei e pouco tempo depois fui convidado a integrar a comunidade dele, na qual, para a minha grande surpresa, o próprio artista interagia com as pessoas, respondia perguntas, compartilhava as letras de músicas que acabaram de ser compostas, etc... eu ainda não tinha visto isto num músico brasileiro!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

- Lampião -

Acrílico sobre tela - 30 x 50 cm - 2009
Esta é uma das minhas pinturas mais recentes e trata de um dos grandes mitos do nordeste brasileiro: Virgulino Ferreira da Silva - O Lampião.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

- Cena de Rua -

Giz pastel - Tamanho A4 - 2007/2008 (?)

Como já havia dito em outras oportunidades aqui, o período de 2007 / 2008 foi muito estranho pra mim, artísticamente, por conta da queda de produção de pinturas. Geralmente acontece de haver determinados períodos em que a inspiração (leia-se "vontade de fazer") parece acordar junto com a gente e ficar ali do lado até a hora de ir dormir... mas nessa época a regra falhou. Pra driblar este marasmo então, resolvi me aventurar com outros materiais dos quais eu ainda não tinha utilizado, como foi com o giz pastel oleoso. Este desenho foi um dos que foram feitos nesta série e talvez, tenha sido o que saiu melhor, pois a partir dele, eu comecei a entender melhor como "funcionava" o bendito material.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

- Futebol em Tarde de Domingo -

Óleo sobre tela - 70 x 50 cm - 2004

Eu não poderia deixar de tratar nas minhas pinturas e desenhos deste esporte que é paixão em tantos países (como é do conhecimento de muitos, a FIFA, órgão máximo do futebol, tem mais países filiados do que a ONU) e que já ocupou uma parte da minha vida. Naturalmente é um assunto que aflora opiniões, tanto prós como contras, talvez por ser o catalisador de brigas de fanáticos, meio de alienação de massa, de concorrência para muitas mulheres, de antipatia para aqueles que nunca tiveram muito jeito com o esporte quando jovens, de estereótipos, etc. Tudo isso tem o seu lado de razão, mas engana-se quem pensa que todo jogador de futebol seja ignorante... muitos até são mesmo em diversos assuntos, mas pra se destacar no futebol, é essencial que ele tenha a inteligência espacial aliada com a coordenação motora afiada.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

- Modelo Vivo -

Grafite - Tamanho A4 - 2007 (?)
Depois que o personagem Jack (com Leonardo DiCaprio) apareceu numa cena romântica desenhando a sua musa, a personagem Rose (com Kate Winslet) completamente nua, na super-produção Titanic, filme ganhador de 11 Oscars, a tal cena virou uma espécie de sonho de consumo romântico da maioria das mulheres. Mas para quem está do outro lado, no caso o pintor ou o desenhista, "debutar" na arte de desenhar modelos nuas é sempre um tanto desconcertante.

sexta-feira, 27 de março de 2009

- A Praia de Alexandria -

Giz de Cera - Tamanho A4 - 2006
Este desenho na verdade é um esboço pra uma pintura a óleo que foi encomendada, só que infelizmente não tirei a foto da pintura (que ficou muito melhor do que este desenho), mas como não tem cão, a gente caça com gato mesmo. A pessoa que me encomendou o quadro tinha em mente alguma coisa seguindo um padrão mais ou menos no estilo grego (o que levou um tempo pra mim entender o que isso significava). Depois dele me mostrar mais ou menos o que queria, quase que na mesma hora tive a idéia. Daí pra frente, foi um trabalho de pesquisa danado, mas deixando espaço pra imaginação trabalhar livre.

sexta-feira, 20 de março de 2009

- Memórias de Infância -

Giz de cera - Tamanho A4 - 2006
Estava olhando no arquivo do blog, antes de colocar este desenho e achei incrível eu ainda não ter postado este, que é um dos meus preferidos! Portanto, vamos corrigir o lapso... Este é um trabalho bem intimista, que é na verdade, praticamente uma cópia de uma foto antiga de família, com algumas mínimas alterações. Retrata eu (de camisa amarela, olhando o carrinho), meu pai e meus primos nos nossos passeios de fim de semana da minha infância, que geralmente eram para o mesmo lugar: o Parque do Ibirapuera, em São Paulo. Como era quase todo final de semana "batendo o ponto" por lá, o parque acabou se transformando pra mim numa espécie de quintal de casa... e pra uma criança é sempre um prato cheio. A ponte de ferro, os playgrounds, o planetário, os aeromodelistas colocando suas miniaturas para voar (e os modelistas navais também), brincar de bola nos gramados, e etc... bons tempos estes!

segunda-feira, 9 de março de 2009

- Flerte -

Acrílico sobre tela - 70 x 60 cm - 2008

Mais uma pintura feita em tinta acrílica. Este foi um dos poucos trabalhos produzidos no ano passado, já buscando uma temática mais desprendida dos estilos anteriores, sem a preocupação com o retrato realista do personagem. Por conta da limitação da câmera (eu acho), a pintura ficou com uma cor diferente do normal, que notei principalmente no amarelo (que originalmente é amarelo de cádmio, mas aqui parece mais como um amarelo-limão).

quinta-feira, 5 de março de 2009

- Cantora -

Acrílico sobre tela - 40 x 50 cm - 2009
Pois é, caros leitores... confesso: ando meio relapso com o blog neste começo de ano, mas tem horas que bate aquela maresia, um desânimo com a "quase obrigação" de postar. Mas não é por falta de trabalho. Mas vamos ao que interessa!

A pintura de hoje é um trabalho com a tinta acrílica, que tem como principal vantagem a de secar rápido e como desvantagem, a de secar rápido. Explicando melhor, o trabalho secar rápido é bom pela facilidade de trabalhar com algumas técnicas, como o tom sobre tom, sem contar que podemos sair com o quadro de baixo do braço em pouquíssimo tempo sem sair todo pintado depois. A desvantagem da secagem rápida, por sua vez, é que exige muito da rapidez durante o trabalho e complica um pouco pro caso de alguma correção. Se alguém te interromper no meio da pintura então, é um problema! Para quem está acostumado a lidar com a tinta à óleo, isso se torna um incômodo, além de dificultar muito em algumas técnicas.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

- Busca da Revelação -

Óleo Sobre Tela - 40 x 50 cm - 2002
Clique na imagem para ampliá-la
Passada a vida boa das férias, que com certeza foi ótimo para descansar e colocar a produção mais ou menos em dia, volto à ativa literalmente de cara nova (do perfil, é claro) e de ânimo renovado, mas a arte que abre o ano de 2009 é uma das antigas do meu acervo. Esta pintura, como o nome já diz, mais ou menos representa a necessidade da grande maioria das pessoas de buscar uma explicação maior para a existência, afinal, é muito vago acreditar que a vida nada mais seja do que um mero acidente de percurso, como pregam alguns cientistas. O quadro tem predomínio de poucas cores, aliado a um olhar expressivo que quase parece falar, que é uma característica que eu busco nos meus trabalhos.