sexta-feira, 27 de março de 2009

- A Praia de Alexandria -

Giz de Cera - Tamanho A4 - 2006
Este desenho na verdade é um esboço pra uma pintura a óleo que foi encomendada, só que infelizmente não tirei a foto da pintura (que ficou muito melhor do que este desenho), mas como não tem cão, a gente caça com gato mesmo. A pessoa que me encomendou o quadro tinha em mente alguma coisa seguindo um padrão mais ou menos no estilo grego (o que levou um tempo pra mim entender o que isso significava). Depois dele me mostrar mais ou menos o que queria, quase que na mesma hora tive a idéia. Daí pra frente, foi um trabalho de pesquisa danado, mas deixando espaço pra imaginação trabalhar livre.



Compus a pintura como se fosse no mesmo ponto de vista de uma pessoa de dentro de uma construção a beira mar observando o Farol de Alexandria mais a frente. Imaginei a praia de Alexandria com o seu farol ao fundo (que permitindo-me uma licença poética, fiz bem mais parecida com as modernas do que ela seria de verdade) e próximo, uma pequena construção, como se fosse um mirante com as colunas gregas. A embarcação no mar, essa sim, eu segui os moldes de como ela deveria ter sido naquela época. Mas sinceramente, foi uma mistura meio doida. A embarcação é egipcia, mas é aceitável já que na antiguidade Alexandria era uma cidade próspera e até onde sei, tinha um comércio forte por conta de seu porto. A construção que abriga o "observador" na verdade não foi inspirada em construções da Grécia... até pesquisei isso, mas não encontrei nada que se encaixasse com o que eu estava imaginando, até que achei uma ótima na cidade italiana de Assis (o único detalhe é que essa construção na Itália não fica no litoral). Talvez só as pequenas colunas ao fundo, como se fossem uma ruína de algo antigo sejam mais próximas ao estilo grego.

De qualquer forma, mesmo com tantos detalhes que fogem da verdade histórica, o trabalho ficou muito bom. O grande remorso desta história é que eu acabei vendendo a tela (60 x 140cm) por um preço muito baixo, o que normalmente é um transtorno pra mim, que até hoje não aprendi a colocar um preço digno no meu trabalho. Talvez porque eu faço pelo prazer da coisa e, modéstia a parte, não me consome grandes esforços... geralmente eu falo o valor e me arrependo logo em seguida, além da "dor" que é vender uma criação sua, que provavelmente você não verá de novo. No fim das contas, o esboço foi o que me restou e ao meu ver ficou muito bom também.

Como era o verdadeiro Farol de Alexandria

Foi muito bom também pelo motivo, por se tratar de uma das antigas maravilhas do mundo (porque das novas, eu não concordo nada com o Cristo Redentor como maravilha e Acrópoles, Alhambra, Torre Eiffel, Praça Vermelha e outros tantos maiores e mais impressionantes de fora, mas votação é votação). Acho que o clima da antiguidade foi passado para quem observa com este trabalho. Mas dificilmente voltarei a me aventurar nesse tema, já que minhas pretensões são outras.


Licença Creative Commons
A Praia de Alexandria de Eduardo Cambuí Junior é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Vedada a criação de obras derivativas 3.0 Unported.

8 comentários:

  1. Edu:
    É muito lindo esse seu trabalho. Você se esmera, pesquisa, como deve ser. E o resultado é uma maravilha. A cada dia que passa, você se vai aperfeiçoando e nos mostrando obras mais belas.
    Parabéns!
    Um beijo,
    Renata

    ResponderExcluir
  2. Lindo trabalho, vc é um artista completo, supera desafios seja no oleo, seja no grafite, seja no pastel, ou seja la qual for a técnica.
    A obra esta bela.
    Abraços,
    Crisfonseca

    ResponderExcluir
  3. Edu:
    Não vim aqui comentar a sua obra. Eu faço isso imediatamente quando vejo na lista de Blogs que algo seu foi publicado.
    Vim dizer-lhe que no Galeria, resenhei Morte em Veneza e apresento as pinturas de Ivan Vassilev. Espero por você.
    Um abraço,
    Renata

    ResponderExcluir
  4. Respondendo:

    Julia: Obrigado!!! Sabe... às vezes, quando vejo esse desenho, dá uma vontade danada de estar nesse lugar aí. rs
    Valeu!!

    Renata: Esse é mais um dos trabalhos que eu acabei "esquecendo" em algum canto e só então me toquei que ainda não tinha colocado aqui. Vou passar lá depois, com certeza.
    Bjão!

    Cris: O elogio ganha ainda mais importância vindo de você, uma artista de mão cheia!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  5. ìncrível como o mar me acalma.
    Eu nunca o vi, mas só as imagens dele já me despertam um sentimento que... ai, não sei dizer.
    e a maneira como tu o pintas, dá a impressão gostosa de que ele está logo ali, ao alcance da mão e que nunca terá fim...

    Parabéns pelo teu finíssimo olhar!

    ResponderExcluir
  6. Respondendo:

    A Flor do Sul: O mar tem essa coisa mesmo. Obrigado pelas palavras!
    Valeu!

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Tua imaginação é brilhante...
    ...assim como acredito que as tuas pretensões também são.


    Gostei especialmente de..., TODOS.

    (a)braços,flores,girassóis:)

    ResponderExcluir

Seu comentário será sempre bem-vindo. Assim que for possível, eu retorno!