quinta-feira, 16 de abril de 2009

- Futebol em Tarde de Domingo -

Óleo sobre tela - 70 x 50 cm - 2004

Eu não poderia deixar de tratar nas minhas pinturas e desenhos deste esporte que é paixão em tantos países (como é do conhecimento de muitos, a FIFA, órgão máximo do futebol, tem mais países filiados do que a ONU) e que já ocupou uma parte da minha vida. Naturalmente é um assunto que aflora opiniões, tanto prós como contras, talvez por ser o catalisador de brigas de fanáticos, meio de alienação de massa, de concorrência para muitas mulheres, de antipatia para aqueles que nunca tiveram muito jeito com o esporte quando jovens, de estereótipos, etc. Tudo isso tem o seu lado de razão, mas engana-se quem pensa que todo jogador de futebol seja ignorante... muitos até são mesmo em diversos assuntos, mas pra se destacar no futebol, é essencial que ele tenha a inteligência espacial aliada com a coordenação motora afiada.



Mas enfim... nosso assunto aqui não é discutir o futebol! A idéia de pintar um quadro sobre o futebol surgiu como uma forma de tributo ao esporte. Além disso, eu não me lembrava de uma pintura famosa realista sobre o tema... me lembrava apenas de algumas modernistas que eu definitivamente não gostava nada. Era preciso mostrar a essência do futebol, a paixão, a sensação inexplicável ao pisar no campo... quando vamos num estádio ver um jogo e entramos no mesmo nível do gramado (como acontece no estádio do Pacaembu, em SP), sentimos a energia de tudo aquilo e por um segundo imaginamos o que sente um jogador. Dá até vontade de sair correndo no gramado. Desde criança eu sonhava com essa possibilidade e cheguei a tentar seguir carreira num time de futebol de salão em São Paulo, origem da maioria dos jogadores antigamente, mas acho que não tive muita sorte e muito menos força de vontade pra continuar. Quando começou a parecer mais como uma obrigação, eu deixei pra lá. Não acredito muito em destino, mas acho que não era pra ser mesmo!

Esta foi uma das telas que mais me deu trabalho por causa dos detalhes e da quantidade de cores que coloquei. Também procurei fazer uma pintura que exigisse muito de mim pelos detalhes e também foi uma forma de evoluir, já que minhas pinturas até então não causavam tanto impacto quanto eu gostaria. No final, acabou servindo para mostrar para o público local e os artistas que me acompanhavam o nível em que eu estava naquele momento. A partir desta pintura, cresceu também meu interesse em fazer pinturas cada vez mais detalhadas e trabalhadas.

Futebol (1936) - Francisco Rebolo

O quadro é uma cena cheia de pequenos detalhes (que foram quase todos feitos com um pincel nº "0”, o mais fino de todos). É uma partida entre Brasil e Argentina num estádio lotado (Maracanã) em fim de tarde, com um céu poente inspirador. Muitos jogadores da cena eu fiz com as características de jogadores famosos da época destes países (como Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho pela seleção brasileira e Sorin pela argentina, entre outros), mas o que ficou mais legal no quadro foi a profundidade do desenho, que ficou muito boa. Muitos detalhes quase me deixam maluco como fazer a rede do gol, a torcida (na qual foi um trabalho demorado de pontilismo, praticamente), as placas com as propagandas, o placar eletrônico do estádio, os holofotes, etc. Pra isso, tive que buscar muitas referências em revistas de futebol, como a "Placar". Infelizmente, acabei tomando literalmente um "chapéu" com essa pintura, pois um treinador de uma equipe pequena do interior baiano resolveu comprá-la, mudou de cidade e me deu o maior calote... ficou apenas esta foto, que também não está lá tão boa. Ossos do ofício... depois faço um melhor!

Mas enfim, o resultado final foi muito bom, me ajudou depois na produção de outros maiores e mais complicados graças à experiência que tive com ele e, apesar de ser um quadro com muitíssimas cores, achei que ficou bem uniforme no geral.


Licença Creative Commons
Futebol em Tarde de Domingo de Eduardo Cambuí Junior é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Vedada a criação de obras derivativas 3.0 Unported.

8 comentários:

  1. Nossa, Edu, essa sua produção está o máximo! Cada vez você nos mostra habilidades diferentes, por isso é um verdadeiro artista, que sabe passar de um contexto intimista para outro manifestadamente público. Meus parabéns, amigo!
    Postei no Galeria e no post estão duas obras de arte suas.
    Um beijo,
    Renata

    ResponderExcluir
  2. Oi Edu, este teu trabalho está excelente! Dá para perceber como cada detalhe foi minuciosamente feito...imagino que deu muito trabalho mesmo para realizá-lo.Mas valeu a pena, não? O lamentável foi
    o calote,porém, como disseste,"são
    os ossos do ofício".Pelo menos ficou essa beleza de foto para o nosso deleite. Que tal pintar outra tela? rrss Bjão

    ResponderExcluir
  3. Oláaaa,

    Detalhes que fazem toda a diferença...
    ... de tuas mãos mágicas.


    Obrigada.

    (a)braços,flores,girassóis:)

    ResponderExcluir
  4. Olá Edu,
    Belo esta o teu trabalho. Uma tela belíssima e muito rica em detalhes. Parabéns.
    Abraços,
    Cris

    ResponderExcluir
  5. Oi, Edu,
    Vc vai Me publicar aqui ou no seu outro Blog? Não vejo muito sentido no Arte de Quem, vc vê?
    Bjs,

    ResponderExcluir
  6. Faaaaaaaaala, Malcriado!
    Antes de ler, eu já intuí o grito: 'O Maraca é nosso!' Saquei logo que era o meu 'templo' preferido e o BR atacando a Arg(h!)entina.. rsrsrsrsrs

    Não vou cair no lugar-comum de elogiar sua pintura, porque você já sabe que eu gosto mesmo.

    Se você optasse por pintar um jogo de algum time, aí seria complicado mesmo, porque teriam as bandeiras das torcidas e tudo o mais.

    Ah, que saudade daqueles domingões no Maraca...

    Bem, perdemos mais um jogador e ganhamos mais um artista - no final, a carreira do artista pode não ser tão bem remunerada quanto a do jogador, mas é uma carreira muito mais longa e prazerosa, com toda certeza.

    Abração, meu amigo.
    Valeu!
    ML

    ResponderExcluir
  7. Futebol e carnaval, o que seria do nosso povo sem o seu "circo", já que lhe falta o "pão"?

    Bem, mas o que importa é termos aqui um artista eclético e de alto nível como você.

    ADOREI!!!Bjsss

    ResponderExcluir
  8. Respondendo:Renata: Olá! Pois então... acho que escrevendo desta forma, misturando o lado técnico, o íntimo e até mesmo o didático, o assunto fica mais "universal" e todos entendem. Sobre o desenho, a idéia é ser publicado aqui mesmo. O outro (Arte de Quem) é mais sobre vídeos de curiosidades, cultura, etc. Bjão!

    Cirandeira: E aí, Maria! Demorou mesmo... não me lembro direito, mas foi por volta de 2 meses de trabalho. Sobre o calote, viver da arte fora do circuito das grandes capitais é estar sempre à mercê da sorte... dessa vez, não deu certo! rs. Mas logo eu faço uma outra... Bjão!

    Lampejos: Obrigado pelas palavras, poetisa!!! Bjão!

    Cris: Valeu, Cris!!!

    Marcello "Carmelito": E aí, meu velho! Então... é incrível como o maracanã é fácil de reconhecer. No começo até pensei em retratar um jogo de times mesmo, mas era melhor mesmo partir pra algo mais neutro e nada melhor do que um clássico de seleções. No final das contas, eu acho que eu sou muito melhor artista do que jogador, se eu tivesse conseguido dar continuidade. Valeu, meu chapa!

    Vanuza: hehehee... e como fugir do ópio do povo!? Obrigado pelas palavras. Bjão!

    ResponderExcluir

Seu comentário será sempre bem-vindo. Assim que for possível, eu retorno!