quinta-feira, 13 de novembro de 2014

- Passeio na Chuva -

Acrílico sobre tela - 120 x 90 cm - 2012
Clique na imagem para ampliá-la
(releitura da obra de Leonid Afremov)

Com a pintura de hoje, vamos tratar aqui (apesar de um pouco indiretamente) de algo que acontece com certa frequência que é a encomenda de pinturas. Muita gente que tem a pretensão de decorar o seu espaço me procura para saber se eu tenho uma tela de uma determinada forma na esperança que algo no meu acervo atenda suas expectativas, mas isto raramente acontece. Como já disse em outras oportunidades por aqui, normalmente as pessoas são influenciadas por temas que vêem expostos na mídia, como um tipo de tela que viram numa revista, em novelas, etc., mas é claro que isto nem sempre acontece dessa forma.

Estes temas geralmente desembocam no lugar comum de paisagens e flores. Vez por outra, acontece também destas pessoas virem com algo pronto para que eu passe para a tela. Tem vezes que é uma foto de um lugar com um valor pessoal especial, como aconteceu na tela "Casa da Roça", outras vezes é um lugar imaginário. A pintura de hoje, por sua vez, foi a encomenda de releitura de uma pintura do artista bielo-russo Leonid Afremov.

O processo artístico

Na verdade, fazer releitura não é algo que eu normalmente aceito fazer, afinal, é um tipo de trabalho que confina completamente o ímpeto criador que todo artista gosta de alimentar, já que ficamos totalmente atados a cópia do trabalho de outro. Neste caso, alguns fatores me convenceram a aceitar a encomenda, como o fato da pessoa ser uma amiga da minha esposa, a insistência da minha esposa na época para que eu pegasse o trabalho, e finalmente, o desafio que a pintura exigia, que foi um importante motivador.

Quando surgiu a encomenda da pintura, eu não conhecia o trabalho de Afremov. O cliente me passou uma imagem do quadro e me perguntou se eu conseguia fazer igual (ou parecido) e, depois de uma rápida olhada, disse que sim e aceitei o desafio. O grande problema foi justamente essa olhada rápida. A imagem que eu tinha recebido não estava numa definição muito boa e depois de mais da metade da tela já pintada, encontrei a mesma imagem da pintura numa definição bem melhor buscando por pura curiosidade e só então pude perceber que a pintura original tinha sido feita com muito mais textura, tinta a óleo e utilizando também a espátula. Aí já era tarde demais! Apesar de se tratar de uma releitura, acidentalmente acabou ficando bem diferente já que ficou com muito pouca textura, além do fato da minha versão ter sido feita em acrílico.

A referência

Leonid Afremov ao lado de seu trabalho
O trabalho de Leonid Afremov tem um estilo bem marcante e mesmo ele não se utilizando de galerias para disseminar seu nome, consegue algum reconhecimento graças a sua iniciativa de autopromover seu trabalho através do seu próprio site, vendendo diretamente para o público interessado. Suas pinturas feitas a óleo com pincel e espátula, geralmente são de cenas noturnas, quase sempre ambientadas no outono do hemisfério norte, onde paira um aspecto de ternura e romantismo, e todas as pinturas são marcadas por um super colorido bem destacado que chama a atenção. Ao meu ver, o grande êxito do artista é conseguir conciliar bem, através da pintura figurativa, elementos da arte abstrata, além é claro, das cores fortes que são utilizadas.

Por mais que eu admire o trabalho de um artista, fazer releituras não é algo que me seduz, como já disse mais acima. A obra de Leonid Afremov, especificamente, apesar de ser muito impressionante (esteticamente falando), não me causa grande entusiasmo, pois suas telas me parecem muito repetitivas (analisando sua obra como um todo) e sem abordar um conteúdo mais denso, o que logicamente não quer dizer que os temas bucólicos que o pintor adota sejam de menor importância. Por mais que o pintor revisite temas singelos do dia a dia, acho que o trabalho ganha muito quando o tema também aborda questões sociais ou mesmo comportamentais, mesmo que de forma bem superficial. Este tipo de abordagem mais crítica faz com que o espectador reflita sobre o tema, mas naturalmente é uma escolha que cada artista adota para o seu trabalho.

A Obra

O resultado do trabalho ficou muito bom e agradou a cliente, que ficou muito satisfeita. Em termos de semelhança, ficou bastante parecido com o original, claro que sem considerar a questão da textura que como comentei antes, ficou muito diferente. Talvez, se eu tivesse recebido uma imagem em melhor definição onde fosse possível observar esta característica logo no início, a pintura poderia ter sido feita de forma mais rápida. Um dos diferenciais da pintura original para a minha é que a original tinha sido feita numa tela num formato mais quadrado e no caso da minha, tive que adaptar para um formato mais retangular. De qualquer forma, foi uma experiência válida, já que até então nunca tinha feito uma releitura de pintura antes, além do fato de que reproduzindo um trabalho, a técnica de outro artista, surgem ideias de variações para o nosso próprio trabalho.

3 comentários:

  1. excelente, meu amigo...
    parabéns pela postagem e...
    beijos no coração...

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, meu caro.

    Dia desses dei de cara com coisas desse Leonid Afremov.

    Procurando uns troços no gmail, revi a Martha Maders, lá do sul, fui ver a lista de blogs e revi o seu. Tá dando um tempo? Abração do Oleari - www.donoleari.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Don!
      Pois é... a vida anda um pouco corrida e deixei um pouco a blogosfera de lado, mas já estou providenciando algumas coisas legais pra colocar aqui. Logo logo tem novidades!
      Valeu a visita!

      Excluir

Seu comentário será sempre bem-vindo. Assim que for possível, eu retorno!