segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

- Colheita -

Passado um longo e merecido período de férias, o Arte por Parte está finalmente de volta! No ano passado, foram produzidos poucos trabalhos (dos quais, muitos ainda não foram postados aqui), mas este ano de 2010 já dá a impressão de que o ritmo será outro e como de costume, aos poucos serão colocados por aqui! Mas vamos ao que interessa...

Óleo sobre tela - 50 x 50 cm - 2004
Para ampliar, clique na imagem

Esta é uma das pinturas onde eu melhor consegui alcançar a expressão de um movimento e que somente no ano passado eu consegui uma foto. Na época da pintura, já fazia algum tempo que eu pretendia pintar algo com um motivo mais rural, até que naquele ano surgiu a chance ideal. Fiz uma cena com dois catadores no meio de uma plantação de arroz, que domina todo o espaço da tela. Preocupei-me mais com a fidelidade da cena focando nos dois personagens, no esforço do trabalho, etc. Inclusive um dos motivos de ter escolhido justamente esta pintura agora foi por eu ter visto, por acaso, uma cena muito parecida recentemente num município vizinho. Talvez seja alvo de uma pintura futura.


Mas voltando ao tema, o personagem em primeiro plano teve um resultado muito bom com o verde intenso da plantação refletindo um pouco em sua camisa branca. O contraste do verde no campo influiu bastante dando uma leve impressão de movimento causado pelo vento, que foi um detalhe legal. Acho que esse quadro transmite também uma tranqüilidade muito boa, que não é algo muito simples de se alcançar e que na maioria das vezes, é a característica mais buscada por quem quer adquirir uma tela. Pessoalmente falando, o grande ponto de uma pintura bem sucedida é justamente este: passar algo especial para quem vê!


Licença Creative Commons
Colheita de Eduardo Cambuí Junior é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Vedada a criação de obras derivativas 3.0 Unported.

3 comentários:

  1. E aí Edu, que bom que voltalte! Espero q tenhas
    descansado bastante pra poder recomeçar com todo o gás! Gostei dessa tela, ficou bem interessante.Vamos ver o que vai surgir em 2010...!?
    Obrigada pela visita
    Bjão

    ResponderExcluir
  2. Esta *colheita* é realmente bem sucedida Edú. Parabéns por mais este sucesso!
    Passa-me muita tranqüilidade este verde. Parece tão real que até sinto o perfume soprado pelo vento. E o contraste dispensa comentários.
    ***

    Deixo-lhe esta canção + o meu muito obrigada sempre + aquele abraço + muitos sucessos pela frente.

    *Ciúme da Saudade

    Se não matas a saudade
    Quando morres de vontade
    De pôr à saudade fim
    É talvez porque preferes
    Ter da saudade o que queres
    E não me pedes a mim
    É talvez porque preferes
    Ter da saudade o que queres
    Mas não me pedes a mim
    A saudade em que me deixas
    É penhor das tuas queixas
    Por não dizeres a verdade
    Bastava que me pedisses
    De cada vez que me visses
    O que pedes à saudade
    Bastava que me pedisses
    De cada vez que me visses
    O que pedes à saudade
    O que dás, se me não vês
    Não consigo que me dês
    Por timidez ou vaidade
    E a saudade que vais tendo
    Com ela vives, morrendo
    Pr'a me matares de saudade
    E a saudade que vais tendo
    Com ela vives, morrendo
    Pr'a me matares de saudade
    Talvez seja o que tu queres
    E é por isso que preferes
    A saudade em vez de mim
    Morrendo os dois de saudade
    Temos toda a eternidade
    Pr'a pôr à saudade fim
    Morrendo os dois de saudade
    Temos toda a eternidade
    Pr'a pôr à saudade fim

    Camané*

    + Beijos pra The One***************************
    Boa Semana
    Renata

    ResponderExcluir
  3. Respondendo:

    Cirandeira: Valeu, minha cara! Vamos ver se neste ano as coisas seguem melhores do que foi no ano passado! Até!!

    Renata: Oi Rê! Também achei que esta tela ficou muito boa... Obrigadão pelas palavras e pela letra da música (que eu não conhecia). Bjão!

    ResponderExcluir

Seu comentário será sempre bem-vindo. Assim que for possível, eu retorno!