quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

- Grande -

Lápis dermatográfico sobre papel – Tamanho A4 - 2018
Clique na imagem para ampliá-la
A publicação de hoje, além de ser uma pequena homenagem ao ator brasileiro Grande Otelo (1915 - 1993), é também o início de uma série de retratos que fiz sobre o poder das expressões humanas e a enorme possibilidade de interpretações que apenas um mero retrato pode transmitir a quem as observa. Para esta tarefa nada simples, a melhor saída encontrada foi recorrer às expressões marcantes dos grandes atores e atrizes do cinema nacional e internacional. 

sábado, 10 de fevereiro de 2018

- Aurora em Macaúbas, vista do Cruzeiro da Liberdade -

Acrílico sobre tela - 40 x 50 cm - 2018
Clique na imagem para ampliá-la
O nascer do Sol é sempre um espetáculo à parte e sua fartura de cores e luzes é sempre um bom lembrete para nós de nossa pequeneza diante deste universo tão vasto, não importa de qual lugar do mundo você esteja observando. Talvez exatamente por este caráter universal da experiência, que a princípio pode parecer um tanto banal, que eu escolhi pintar esta cena. O ponto de observação de onde esta magnífica vista foi retratada (o “cruzeiro da liberdade”) é o ponto mais alto da cidade onde geralmente os mais aventureiros escolhem para assistir o nascer do Sol em Macaúbas e de onde também é possível ter uma bela visão da cidade, inclusive. 

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

- Esquina da Rua Vermelha -

Acrílico sobre tela - 40 x 50 cm - 2018
Clique na imagem para ampliá-la
A pintura de hoje é mais uma cena de Macaúbas que resolvi retratar, mas, assim como já havia feito em outras oportunidades, novamente escolhi um local que foge da opção óbvia. Como já tinha comentado por aqui em outras oportunidades, presto bastante atenção ao ambiente a minha volta e sempre que encontro algo que chama a minha atenção, tiro uma foto que depois, pode muito bem ser utilizada para a produção de algum trabalho, seja por um componente que me servirá como uma fonte de referência, ou até me fornecendo o próprio tema. Neste trabalho, explorei mais a expressividade de um céu noturno num estilo expressionista / pós-impressionista, fruto de algumas experiências que venho fazendo em torno de fenômenos (no caso desta pintura, a luz) para formas mais palpáveis dentro da estética plástica do próprio trabalho.