sexta-feira, 30 de abril de 2010

- Tarde de Domingo -

Óleo sobre tela – 22 x 15 cm - 1999
Para ampliar, clique na imagem
A pintura de hoje é um retrato de um trecho do famoso Parque do Ibirapuera, em São Paulo. A idéia de retratar o parque surgiu da importância que ele sempre teve pra mim, particularmente, pois passei grande parte da minha infância por lá. Era quase uma rotina em casa... todo fim de semana, ir para o parque do Ibirapuera era praticamente obrigatório!



Sobre a pintura, é claro que eu fiz algumas mudanças como não pintar o movimento de pessoas que sempre tem por lá, retirei também os cestos de lixo em volta do lago, enfim, ficou quase um ar de reserva ecológica, de tranquilidade absoluta, mesmo sendo uma tela muito pequena. Esta pintura foi praticamente a minha primeira tela partindo pra um estilo mais “fotográfico”. Na época o tamanho da tela foi o ideal para a prática, mas depois de pronto, naturalmente me arrependi de não ter feito numa tela maior, que ficaria muito melhor. Observando hoje a pintura, não há grandes segredos na sua produção, até mesmo por se tratar de uma pintura relativamente fácil, mas na época em que fiz, o resultado foi uma grande alegria. É claro que há muitos detalhes que precisariam ser melhorados (se eu fosse pintá-la hoje), como o céu, as nuvens, o lago, mas o tempo sempre se encarrega de enriquecer esse senso crítico de observação, vital para qualquer artista.

E sobre o Ibirapuera, até hoje quando vou pra São Paulo, eu dou um jeitinho de passar por lá.


Licença Creative Commons
Tarde de Domingo de Eduardo Cambuí Junior é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Vedada a criação de obras derivativas 3.0 Unported.

7 comentários:

  1. Lindíssimo trabalho.
    Amei esse verde, que cor linda vc conseguiu.
    Beijos,
    Cris

    ResponderExcluir
  2. Respondendo:

    Maria Lúcia: Obrigado pela visita e pelas palavras!

    Cris: E aí, artista! Ficou bem legal mesmo... me lembro que na época me bateu aquela sensação de duvidar do resultado! rs
    Bjão!

    ResponderExcluir
  3. A pintura ficou realmente muito bonita, Edu.
    Mas, após todos esses anos, sentimos o quanto aquele parque se modificou...como bem o disseste,
    está parecendo uma "reserva ecológica", que infelizmente, não foi preservada!

    Por quê quando clicamos no "cultura malcriada"
    não sai mais o "perfil" do site?

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Cirandeira: Olá!! Realmente, muita coisa mudou e ainda mudará, mas é um caminho sem volta, infelizmente.
    Sobre o problema que você comentou, dei uma fuçada aqui e acho que agora já tá ok!
    Bjão!

    ResponderExcluir
  5. Esse parque verdíssimo!, esse lago com cisnes!
    Dá vontade de entrar nele..., tanta paz!
    Ficou belíssimo, Edu

    Bjão

    ResponderExcluir
  6. Linda Tarde de Domingo! Desfrutei desta água límpida e deste verde maravilhoso quando tinha os meus 10 anos de idade. Parabéns, Artista Eduardo Cambuí Jr!

    Corações desencaminhados

    Igualei-me a eles

    Quando fui embora

    Bem quando precisaste tanto de mim

    Não te vais arrepender

    Voltarei pedindo

    Não te esqueças!

    Dá as boas-vindas ao Amor

    que uma vez conhecemos

    Sim

    Abre os olhos

    E verás

    Por que eu disse que o meu Amor

    Era sem fim

    Preciso-te ao meu lado

    Vem ser meu Amor Amado

    Jamais serás rejeitado

    Amor sem fim

    Desde o começo

    Abre o coração

    Sente o Amor que tens

    Amor sem fim

    Amor perdura

    Amor perdura

    Corações desencaminhados

    Igualei-me a eles

    Quando fui embora

    Bem quando precisaste tanto de mim

    Não te vais arrepender

    Voltarei pedindo

    Não te esqueças!

    Dá as boas-vindas ao Amor

    que uma vez conhecemos

    Sim

    Quando o Rio do Amor flui

    Ninguém realmente sabe

    Até que alguém esteja lá para mostrar

    O caminho do Amor duradouro

    Como o sol o Amor brilha

    Incansavelmente o Amor brilha

    Sempre serás meu Amor

    Amor eterno

    Onde quer que o Amor tenha errado

    O nosso Amor ainda é forte

    Tivemos o nosso próprio Amor

    Amor sem fim

    Amor perdura

    Amor perdura

    Abre os olhos

    E verás

    Por que eu disse que o meu Amor

    Era sem fim

    Preciso-te ao meu lado

    Vem ser meu orgulho

    Jamais serás rejeitado

    Amor sem fim

    Desde o começo

    Abre o coração

    Sente o Amor que tens

    Amor sem fim

    Trad. da Renata.
    Amor Sem Fim
    U2

    Beijos, amigo******************
    Tudo de bom

    ResponderExcluir

Seu comentário será sempre bem-vindo. Assim que for possível, eu retorno!