quarta-feira, 3 de setembro de 2008

- Píer -

Óleo sobre tela - 20 x 30 cm - 2006
Depois de uma pintura tão complexa e detalhada como foi a do post anterior, fica até meio estranho eu colocar esta, tão simples e pequena, mas apesar de tudo, eu acho que esta pintura transmite uma sensação muito boa, talvez pela expressão corporal dos personagens, mesmo que apenas como sombras. Foi uma pintura bem rápida e com pouquíssimas cores. A mensagem que eu tento passar com o trabalho é de que muitas vezes a gente deixa passar alguns pequenos momentos com alguém porque estamos muito ocupados com "coisas maiores", sendo que na verdade o que faz toda a diferença são as coisas pequenas. O grandioso é feito de pequenas partes.


Pra ilustrar um pouco a postagem, fica uma pequena e simples poesia que fiz pensando em alguém. Acho que encaixa na imagem.

Apenas

Eu não quero apenas o êxtase…


Eu quero tocar sua mão na saída
Quando você andar distraída
Eu só quero te falar de amor
Num acidental relance de olhares
Criar flashes coloridos de sorrisos
Em ocasionais mudanças de ares

Não me contento apenas com a carne…

Eu quero apenas fazer a diferença
Não caber de tão grande no peito
Antever seus pensamentos sem você perto Transformar o improvável em corriqueiro
E num breve encontro inesperado
Estremecer seu corpo por inteiro

Eu não quero apenas uma noite qualquer…

Eu só quero um tempo de admiração
Onde palavras não façam diferença
Fazer de uma tarde num lugar qualquer
Algo muito maior do que se pensa
Eu só quero o exagero de um beijo
E insistente, não sair da sua cabeça.

Eu não quero ser mais do que você quer…




----


Licença Creative Commons
Píer de Eduardo Cambuí Junior é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Vedada a criação de obras derivativas 3.0 Unported.

4 comentários:

  1. E quem disse que não há beleza na simplicidade?

    bela paisagem, com silueta.

    abraços.

    ResponderExcluir
  2. Amigo Malcriado, concordo com o Do Vale. Acho que vou um pouco mais longe: se o diabo mora nos detalhes, quanto mais simples mais perto se chega do Divino.
    Mas a cena evocou caras lembranças para mim - paqueras, namoros, rodas de amigos e muita diversão e camradagem nos trapiches da Lagoa da Conceição (Florianópolis).
    Um abraço e até.

    ResponderExcluir
  3. Amigo, estou aqui para dizer que se as coisas não mudarem, terei que fechar o meu Blog. Há muitas pessoas na Blogosfera que não gostam de mim e não poupam esforços para que eu me sinta intimidada e caia fora.
    Dê uma palavra de conforto, amigo,
    Renata
    PS: Vou pôr a mesma mensagem no seu outro Blog.
    Eu ia pôr o píer no meu post, mas apaguei o post todo e tive que fazer tudo de novo, então a parte de artes plásticas não está presente nesta edição.

    ResponderExcluir
  4. Oi, amigo!
    Cada vez melhor o seu trabalho, parabéns!
    Olha, por outro lado quero te comunicar uma coisa difícil, mas ocorre que o HD desse PC está com problemas e o blog está muito pesado. Como tenho dois trabalhos seus por lá, tive que retirar um, em breve tudo se normalizará. Conto com a sua compreensão!Bjs
    (meu filho que é tecnólogo em informática está tomando essa difícil decisão, até um desenho que fiz, estou deixando de postar)

    ResponderExcluir

Seu comentário será sempre bem-vindo. Assim que for possível, eu retorno!